Bolsa Família acesso restrito

Bolsa Família acesso restrito

Com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico e social das famílias em situação de maior pobreza no país, em 2003, o Governo Federal em 2003 criou o Bolsa Família. Parte integrante do Plano Brasil Sem Miséria é, ainda, considerado o maior programa de transferência de renda da história do Brasil.

O benefício é destinado às famílias em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 77 reais por mês e, também, àquelas que são consideradas pobres, com renda per capita entre R$ 77,01 reais e R$ 154,00 mensais.

Para consultar os seus benefícios e saldos, os beneficiários podem acessar o Sistema de Benefícios ao Cidadão (Sibec), disponibilizado pela CAIXA, agente operador do programa.

Além disso, também há a possibilidade de fazer a verificação por meio do Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família – SIGPBF, disponível no Portal do MDS, na página: http://www.mds.gov.br/sistemagestaobolsafamilia/.

Esse acesso ao SIGPBF pode ser efetuado de duas maneiras: público e privado.

Bolsa Família acesso restrito

Acesso Público

É permitido a qualquer cidadão acessar as informações públicas da adesão dos municípios contidas do SIGPBF, bem como solicitar a mudança de gestor e prefeito, que depende da validação da SENARC/MDS para a sua efetivação, sem a necessidade de login e senha de acesso.

Nas informações públicas, ainda, é possível visualizar várias informações da Gestão, tais como: endereço da prefeitura, nome do prefeito, dados do gestor, do órgão responsável pela gestão do PBF e do Cadastro Único no município, além de informações da Instância de Controle Social.

Bolsa Família acesso restrito

Esse tipo de consulta deve ser feita por meio de login e senha, a partir do link: http://www.mds.gov.br/sistemagestaobolsafamilia/. Neste caso, o usuário terá acesso aos aplicativos disponíveis no SIGPBF, de acordo com o perfil cadastrado.

Cada perfil de acesso possui permissões específicas, além das mesmas sugeridas no acesso público. Para saber mais, o usuário precisa acessar o Guia do Controle de Acesso, disponível na página.

Neste caso, existe uma opção de edição, na qual podem ser alteradas as informações já registradas ali. Lembramos, no entanto, que essa ação só pode ser feita para o município ao qual o usuário está vinculado.

Somente o município pode incluir, consultar, alterar e inativar um usuário que tenha acesso ao sistema restrito. O cadastro possui algumas regras a serem observadas:

  • Apenas um usuário pode ser cadastrado por CPF.
  • O Administrador Local pode pesquisar ou exibir apenas usuários do mesmo órgão ou de outros órgãos em que o próprio administrador está vinculado.
  • O Administrador Local pode criar usuários e atribuir apenas órgãos disponíveis para eles.
  • O Administrador Local pode atribuir aos usuários apenas os perfis com permissões que ele mesmo tem.

Caso o usuário não trabalhe mais com a gestão municipal, é preciso retirá-lo do sistema, a fim de garantir e manter a confidencialidade.

>> Consulta Bolsa Familia

4 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar navegando neste website você está aceitando a nossa Política de Privacidade, que explica como seus dados podem ser usados para melhorar sua experiência e como serão protegidos Mais Informações .
FECHAR
Privacy settings ×