Como se cadastrar no Bolsa Família

Muitas brasileiros não sabem como se cadastrar no Bolsa Família, veja aqui como fazer para se cadastrar no Bolsa Família.

O programa de transferência direta de renda, criado para garantir o acesso à educação e à saúde das famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza no Brasil, é referência mundial e inspira novas iniciativas sociais em diversos países.

O Bolsa Família atende famílias com renda per capita até R$ 154. No entanto, para ser beneficiário do programa, é preciso seguir algumas regras e se cadastrar corretamente.

Saiba quem tem direito ao Bolsa Família

Como se cadastrar no Bolsa Família

Como se cadastrar no Bolsa Família

Cadastro único Bolsa Família       

Caso a sua família se encaixe em uma das faixas de renda definidas pelo programa, você deve procurar o setor responsável pelo Bolsa Família na Prefeitura de seu município, de posse dos seguintes documentos:

– Para o Responsável Familiar: CPF ou título de eleitor;

– Para os demais membros da família: qualquer documento de identificação, como a carteira de identidade, CPF, título de eleitor, certidão de casamento ou nascimento, carteira de trabalho.

Depois dessa etapa, que não implica no recebimento do benefício, vem a seleção.

>> Cartão Bolsa Família, saiba como fazer

Seleção Bolsa Família

As famílias aptas a receber o benefício são selecionadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), com base nos dados inseridos pelas prefeituras no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.

Realizada mensalmente, a seleção tem como critério principal a renda per capita da família.

Pagamento Bolsa Família

O programa conta com quatro tipos de benefícios principais: o Básico, o Variável, o Variável para Jovem e o para Superação da Extrema Pobreza.

O primeiro é concedido às famílias em situação de extrema pobreza. Já o benefício Variável, no valor de R$ 35,00, é concedido às famílias pobres e extremamente pobres que tenham, sob sua responsabilidade, crianças e adolescentes entre 0 e 15 anos. Neste caso, é possível somar cinco benefícios por família, totalizando R$ 175,00.

Além disso, as famílias em situação de extrema pobreza podem acumular os benefícios Básico e Variável, até o máximo de R$ 252,00 por mês.

O benefício Variável para Jovem é concedido às famílias pobres e extremamente pobres que tenham, sob sua responsabilidade, adolescentes entre 16 e 17 anos, matriculados na escola. O valor do benefício é de R$ 42,00 e a família pode acumular até dois benefícios, ou seja, R$ 84,00.

O benefício para Superação da Extrema Pobreza é voltado às famílias que se encontrem em situação de extrema pobreza, mesmo após o programa. Dessa forma, o valor varia de acordo com o cálculo que é realizado a partir da renda per-capita da família e do benefício já recebido no PBF.

>> Calendário Bolsa Família 2017

Como sacar Bolsa Família

Os beneficiários recebem um cartão magnético (Cartão Bolsa Família) e uma senha para sacar o benefício em qualquer um dos canais da rede de atendimento CAIXA. O saque pode ser realizado de acordo com o calendário do Programa, disponível no site do Ministério, que mostra em que dia sacar o benefício. Para isso, é importante que a família observe qual é o último algarismo do NIS (Número de Identificação Social) impresso no cartão.

Atualmente, no ano de 2014, o benefício é pago nos últimos 10 dias úteis de cada mês em todo o país.

>> Como consultar Bolsa Família pela internet

66 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ao continuar navegando neste website você está aceitando a nossa Política de Privacidade, que explica como seus dados podem ser usados para melhorar sua experiência e como serão protegidos Mais Informações .
FECHAR
Privacy settings ×